Enterro ou cremação? Entenda as diferenças.

Quase ninguém gosta de falar sobre a morte, principalmente a própria. Mas, a verdade é que esse é um assunto tão delicado quanto necessário. O custo e a burocracia para se enterrar uma pessoa pedem uma preparação prévia. Um dos muitos pontos a serem decididos é escolher entre enterro e cremação.

Você sabe, de fato, qual a diferença entre esses dois processos? Neste post explicaremos a origem, as diferenças e as vantagens de cada um deles. Acompanhe.

Qual a origem de cada funeral?

De acordo com fósseis encontrados pelo mundo, o sepultamento é um ritual bem antigo. Homens pré-históricos foram encontrados debaixo da terra e ossadas depositadas em grutas e cavernas.

Os antigos egípcios também enterravam seus mortos, sendo notórios por técnicas de embalsamamento e pelas pirâmides, que são nada menos que grandes túmulos.

Já a cremação era uma prática comum entre os gregos e romanos antigos. Era um tipo de funeral típico de pessoas nobres e grandes guerreiros. Na época, era realizada uma grande cerimônia em torno de uma fogueira onde o corpo era queimado.

funeral viking também consistia na queima dos corpos, com a diferença de que os corpos eram queimados e lançados ao mar.

Quais as diferenças entre eles?

É fácil entender como funciona cada método e a diferença básica entre eles: enquanto um consiste em enterrar o falecido em uma sepultura, o outro reduz o corpo a cinzas.

No entanto, além de origens muito diversas, eles também não são compreendidos da mesma forma e não possuem o mesmo custo.

Durante anos, foi um grande tabu ser cremado. Isso porque o ocidente, predominantemente cristão, não permitia esse tipo de cerimônia.

Por séculos, a cremação foi vista como uma prática pagã. Ainda que o catolicismo aceite a cremação desde 1964, ela ainda é vista como tabu pela sociedade.

Do ponto de vista ambiental, se forem feitas de forma adequada, ambas não prejudicam a natureza. As cinzas do crematório precisam ser filtradas, enquanto a sepultura precisa respeitar uma distância mínima de 1,5 metros do lençol freático.

No entanto, uma diferença importante está no preço. A longo prazo, o custo com compra e aluguel de um terreno no cemitério pode sair bem mais caro que a cremação. Claro que o valor varia conforme a cidade, mas, enquanto ser cremado custa em torno de R$ 2 mil reais, o sepultamento chega a R$ 2,2 mil (fora a manutenção), no mesmo cemitério.

Como escolher entre enterro ou cremação?

A escolha entre um e outro depende muito mais de crenças e questões sociais.

Além do respeito às tradições religiosas ou familiares, quem quer ser sepultado geralmente deseja um lugar para que as pessoas possam visitar o túmulo. Já a cremação pode ser bem mais prática, o que não impede que as cinzas sejam jogadas em um lugar especial.

Independentemente de escolher entre enterro ou cremação, o mais importante é estar pronto para a morte, uma vez que ela é inevitável. Conhecer todas as opções de cerimônias é o primeiro passo para se preparar.

É mesmo muito complicado falar sobre a morte, sobre enterro ou cremação, mas é importante se planejar. Assine nossa newsletter e receba outros conteúdos que poderão te ajudar a entender melhor esse momento.

Veja mais

FAQ: tire todas as dúvidas sobre velório

Lidar com a perda de um ente querido não é fácil. Mas, mesmo nesse momento de dor e sofrimento, é preciso manter a calma para resolver questões burocráticas, legais e cerimoniais — como o velório. A verdade é que são muitos detalhes, documentos e decisões que precisam ser tomadas em uma hora tão delicada. Os serviços das […]

Entenda o que é e qual a finalidade do santinho de luto

A morte é um fato na vida de todas as pessoas. Quando acontece, deixa sentimentos confusos dentro dos nossos corações devido à ausência do ser querido, restando somente a saudade, as lembranças nas memórias ou em fotos e vídeos. Mesmo assim, as pessoas ainda querem mais. Por isso, como forma de homenagear o falecido, a família manda fazer o santinho de luto […]

Pet memorial: o que fazer após a morte do meu animal de estimação?

Os animais de estimação, gato ou cachorro, são mais que família para seus donos. Alegram as casas, ajudam na cura de doenças emocionais e até mesmo físicas. Não há como negar que o companheirismo e o carinho ofertados por eles são sinceros e de graça. Mas, quando morrem, o que devemos fazer com seus corpos? Existe um pet […]