Respeitando o período de luto: saiba como oferecer conforto

Quando alguém próximo está sofrendo, nossa primeira reação é querer ajudar. Infelizmente, isso nem sempre é possível quando a pessoa está passando por um período de luto: muitas vezes, a melhor forma de auxiliar o próximo é dando espaço e mostrando-se disponível para o que a pessoa precisar.

O fato é que a morte é algo tão delicado que frequentemente nos vemos sem saber o que fazer para lidar com ela ou ajudar alguém no período de luto. Você está passando por essa situação? Então veja a seguir algumas dicas para oferecer conforto e respeitar o luto da melhor forma.

Saiba a hora certa de se aproximar

Por mais que seja difícil manter distância em alguns momentos, às vezes é melhor dar espaço para a pessoa experienciar seu luto. Mas calma! Isso não significa deixar de dar apoio ou ignorar, mas sim respeitar a situação de cada um.

O melhor a fazer nesses casos é se oferecer para ajudar e se manter por perto. Na hora certa, a própria pessoa irá procurar ajuda quando se sentir mais confortável.

Ofereça seus sentimentos e apoio

Logo que ocorre a perda, deve-se procurar o parente ou amigo para passar uma mensagem de conforto. Isso pode ser feito virtualmente ou por telefone, mas o ideal é encontrá-lo pessoalmente, de preferência no funeral.

Nessa hora, uma simples frase como “sinto muito pela sua perda” já é o bastante para se mostrar disponível. Evite se estender demais em um primeiro momento, pois isso pode provocar um desgaste emocional. Outra dica importante é evitar o uso de clichês que não oferecem muito conforto, como “ele está numa melhor” ou “esse sofrimento vai passar”.

Além de prestar os sentimentos, é fundamental se oferecer para ajudar no que for preciso. Procure não se manifestar de forma genérica: o apoio precisa ser real, indicando algo que você de fato pode fazer pelo outro. É possível se prontificar para ajudar no cuidado com os filhos ou fazer as compras de supermercado, por exemplo. Só tenha cuidado para não ser insistente e desagradável.

Evite ser invasivo nas conversas

Seja no funeral ou em visitas futuras, você deve respeitar o espaço das pessoas. Saber a hora certa de se aproximar e de oferecer ajuda é importante, mas não se esqueça que também é preciso atenção para perceber quando é melhor se calar, respeitando a privacidade e a forma de sofrimento do outro.

Perguntas como “o que você tem feito para se distrair?”, por exemplo, podem acabar soando da forma errada se a pessoa tem preferido ficar em casa durante o período de luto. Do mesmo modo, comentários como “acho que você tem dormido demais” ou “já é hora de superar” podem ser extremamente indelicados.

Esteja sempre atento e presente

A melhor forma de ajudar uma pessoa a passar pelo luto é estar sempre presente para entender a melhor hora de agir. Isso não significa invadir o espaço do outro, apenas observar o comportamento dele e estar atento para quando a sua ajuda for necessária. Lembre-se que o período de luto acontece de forma diferente para cada um, então procure reconhecer a oportunidade certa de se aproximar.

Esperamos que as nossas dicas sejam úteis para você ajudar as pessoas a superar o luto da forma mais tranquila possível. Tenha em mente que o tempo deve ser o maior aliado em momentos difíceis, então dê espaço e mostre-se disponível para quando sua ajuda for necessária. Para acompanhar outros conteúdos como esse, basta assinar nossa newsletter!

Veja mais

Você sabe por que contratar plano funerário com clube de vantagens?

A perda de um ente querido traz, juntamente com todo o sofrimento, uma série de trâmites burocráticos que dificultam ainda mais esse momento. Por isso, contar com um plano funerário é fundamental para trazer segurança à família. Mas o que pouca gente sabe é que existe a possibilidade de contratá-lo junto com um clube de vantagens. Trata-se de […]

Entenda os processos para saque das contas inativas de falecidos

Ainda há muita dúvida e incerteza sobre o que acontece com todas as contas inativas de falecidos, sejam elas do FGTS, do PIS-Pasep ou do INSS. No entanto, saber se você tem direito à herança desses fundos pode ser mais simples do que parece, e é especialmente importante devido aos custos de uma cremação, enterro ou funeral. Com […]

Conheça os principais modelos de caixão e urnas

As urnas funerárias são itens presentes há milênios em nossa sociedade. Antigamente, cada povo ou tribo tinha sua maneira de sepultar seus mortos, geralmente em artefatos produzidos por eles mesmos a partir do barro. Apesar de o cuidado e o respeito continuarem uma tradição, algumas coisas mudaram, como os diferentes modelos de caixão e urnas […]