Saiba quais são os custos de um velório

Além de toda a dor, a morte também gera muitos gastos. Por mais que, para a maioria das pessoas, seja difícil tocar no assunto, é importante se preparar para esse momento inevitável. Conhecer quais são os custos de um velório com antecedência pode evitar muitas perdas e ainda mais sofrimento.

Mas o que é necessário e quanto custa cada item de um funeral? Como contratar e escolher todos os serviços? No post de hoje, buscamos esclarecer essas e outras dúvidas. Acompanhe e saiba mais.

O que está incluso nos custos de um velório?

Quando se fala em velório, as pessoas logo pensam no caixão e no sepultamento. Mas os custos vão muito além disso. Há ainda os gastos com documentação, transporte do corpo e ainda despesas com a escolha do local para o funeral ou cremação. Tudo isso requer valores bem variáveis, por isso, é melhor verificar essas tarifas o quanto antes.

Adiante, confira cada um desses aspectos em detalhes.

Documentação

Depois de emitido o atestado de óbito pelo médico ou pelo Instituto Médico Legal (IML), é hora de ir atrás da certidão de óbito. Esse documento é necessário para se dar sequência a todos os outros procedimentos do funeral.

Transporte e preparação do corpo

No geral, esses serviços estão incluídos quando se contrata um serviço funerário. Assim, muitas vezes, nem são percebidos como um custo. Porém, a escolha do carro, a distância do local do falecimento, a forma como o corpo será tecnicamente preparado para a conservação e até as roupas usadas pelo falecido podem influenciar o preço final.

É bom lembrar que o embalsamamento não é obrigatório em alguns casos e se o corpo será cremado ou enterrado logo depois da morte. Antes de contratar uma funerária, é bom avaliar todos os serviços incluídos, com os devidos preços.

Decoração e cerimonial

O custo de flores, coroas, velas, alimentação e qualquer outro detalhe durante o funeral é bastante variável, de acordo com a qualidade. Por exemplo, o preço de apenas uma coroa de flores pode variar de R$ 200 até mais de R$ 2.000.

É bom consultar também o quanto custa uma cerimônia religiosa, se for o caso. Algumas igrejas não cobram ou solicitam apenas uma taxa ou outro tipo de custo. Inclusive, pode ser necessário um local diferenciado para isso.

Local do funeral

Antes de escolher um lugar, é importante calcular a quantidade de pessoas que podem comparecer. É difícil imaginar um funeral como um evento, mas o princípio é o mesmo. Assim, se for preciso, faça uma lista com todos os nomes esperados.

Com uma quantidade estimada, dá para pensar no local. Os velórios ou salas velatórias e funerárias são uma boa opção, pois já contam com uma estrutura adequada. No entanto, podem ser pequenos nos casos de celebridades ou pessoas notórias na sociedade.

Caixão

O caixão é um dos itens que podem variar mais de preço em um velório. Isso porque dependem muito do material com o qual são feitos, o acabamento etc. Enquanto um mais simples custa em torno de R$ 300, os mais caros, feitos de madeira ou metais nobres, podem passar dos R$ 20 mil!

Claro que esses preços variam muito de acordo com a cidade e a funerária. Em alguns países é possível, ainda, alugar um caixão para o velório e comprar outro para o sepultamento, o que reduz bastante o custo final. As famílias de baixa renda também podem pedir auxílio nas prefeituras de cada município.

Sepultamento

O valor do sepultamento vai depender do tipo de jazigo escolhido e algo mais que for agregado ao serviço. Assim, faz muita diferença ser cremado ou enterrado, se o jazigo é temporário ou permanente, a localização do cemitério etc.

No geral, a cremação e o enterro têm uma diferença muito pequena de valor, variando apenas de uma cidade para outra. Em São Paulo, por exemplo, para ser enterrado, é preciso desembolsar entre R$ 701,37 e R$ 19.155,33. Para ser cremado, o custo fica entre R$ 768,24 e R$ 21.163,08.

Nesses valores, já estão incluídos o transporte do corpo, a urna funerária ou caixão, e as flores. Apesar da pouca variação de preço entre uma forma ou outra, o enterro sai mais caro com o tempo, visto que a família tem que arcar com a manutenção do jazigo e uma taxa de condomínio.

Como escolher entre os diferentes serviços?

A verdade é que os serviços funerários são bem diversificados, atendendo a todos os gostos e bolsos. Dá para escolher conforme a preferência e a possibilidade de pagamento. Mas, para isso, é preciso contar com empresas de credibilidade e prestar muita atenção a todas as cláusulas de contrato e aos serviços prestados.

No entanto, essa pode não ser uma tarefa muito fácil, visto a dor e o sofrimento inerentes ao momento da morte. Assim, provavelmente o melhor é se preparar com antecedência. Nesse sentido, os planos funerários são uma boa opção.

Por que contratar um plano funerário?

Um plano funerário permite planejar o funeral ainda em vida. Cada pessoa pode optar pela forma de sepultamento, pelo local e por tudo mais que cerca o velório, sem deixar essa dor de cabeça para os familiares depois.

Além dessa vantagem, em relação aos custos, os planos também são uma mão na roda. Com o pagamento de uma taxa muita pequena por mês (entre R$ 10 a R$ 150 conforme serviços escolhidos e número de dependentes), é possível garantir que serão disponibilizados todos os serviços funerários. Quando a operadora é acionada, o valor do funeral já está pago.

Como vimos, os custos de um velório podem variar bastante de um lugar para outro e de acordo com o serviço. Os seja, é necessário ficar atento à qualidade do que é oferecido, bem como à possibilidade de negociação e parcelamento. Em um momento como esse, é importante contar com empresas que ofereçam mais praticidade e tranquilidade.

Agora que você já sabe os custos envolvidos em um velório, pode se preparar melhor para esse momento. Entre em contato conosco e saiba mais sobre as formas de funeral e nossos planos especiais.

Veja mais

FAQ: tire todas as dúvidas sobre velório

Lidar com a perda de um ente querido não é fácil. Mas, mesmo nesse momento de dor e sofrimento, é preciso manter a calma para resolver questões burocráticas, legais e cerimoniais — como o velório. A verdade é que são muitos detalhes, documentos e decisões que precisam ser tomadas em uma hora tão delicada. Os serviços das […]

Entenda o que é e qual a finalidade do santinho de luto

A morte é um fato na vida de todas as pessoas. Quando acontece, deixa sentimentos confusos dentro dos nossos corações devido à ausência do ser querido, restando somente a saudade, as lembranças nas memórias ou em fotos e vídeos. Mesmo assim, as pessoas ainda querem mais. Por isso, como forma de homenagear o falecido, a família manda fazer o santinho de luto […]

Pet memorial: o que fazer após a morte do meu animal de estimação?

Os animais de estimação, gato ou cachorro, são mais que família para seus donos. Alegram as casas, ajudam na cura de doenças emocionais e até mesmo físicas. Não há como negar que o companheirismo e o carinho ofertados por eles são sinceros e de graça. Mas, quando morrem, o que devemos fazer com seus corpos? Existe um pet […]