Mensagem de falecimento: veja 9 formas de confortar amigos e familiares

Falar sobre a morte ainda é um tabu para a sociedade, principalmente ocidental. Por esse motivo, é preciso saber qual a mensagem de falecimento que você pode dar para confortar amigos e familiares. Por mais que seja natural a morte, sempre as pessoas tentam prolongar o seu desfecho e lidar com ela não é fácil.

Perder alguém que se ama é uma experiência dolorosa que traz sofrimento psicológicoespiritual, fisiológico e social. O período de luto varia de acordo com a pessoa e do entendimento que ela tem quanto à morte.

Ajudar uma pessoa que está em luto a superar essa fase é uma ação de compaixão, visto a vulnerabilidade que a outra está passando. Entretanto, como oferecer conforto para que ela se sinta protegida, amada e amparada? Pensando nisso, este post foi preparado para trazer 8 orientações de como proceder diante dessa situação tão delicada, veja.

1. Entenda a mensagem de falecimento do enlutado

Os sofrimentos para algumas pessoas são toleráveis, mas para outras são insuportáveis. Por isso, é importante compreender que cada ser humano enfrenta o luto de uma maneira diferente do outro.

Na hora não achamos as palavras corretas para poder consolar e não sabemos como confortar a dor da pessoa. Às vezes, ela quer ficar sozinha, conversar, ter só a sua companhia, chorar etc. Além disso, o luto não tem prazo de validade e nem pode ser medido, portanto, dê o espaço que ela esteja precisando.

2. Seja presente

Fique atento ao comportamento do enlutado, pois ele pode entrar em depressão profunda, ter tendências ao suicídio e adoecer. Se a vida com o tempo não retorna a rotina, perder o emprego ou se afastar de todos pode ser um indicador que o luto virou doença. Converse com a pessoa para que busque ajuda, faça um tratamento, participe de terapias. Porém, a decisão tem de partir do enlutado.

3. Busque um especialista

O enlutado está descontrolado, perdeu o gosto pela vida e não quer buscar ajuda? A dica, então, é procurar por um médico que seja capaz de orientá-lo com algumas formas de ajudar. Profissionais da saúde e psicólogos saberão mostrar a melhor maneira de lidar com a pessoa.

4. Evite frases feitas

Frases como “isso vai passar”, “o tempo é o melhor remédio” ou “ele está em bom lugar” devem ser evitadas. Por não saber o que dizer naquele momento elas subestimam o sofrimento do outro, exigindo que supere do dia para noite.

Não tem palavras? Diga apenas um sinto muito, não imagino seu sofrimento, conte comigo ou pergunte como a pessoa está se sentindo, o que você pode fazer para ajudá-a e como estão sendo seus dias. Se você se sentir a vontade, ofereça um abraço bem afetuoso.

5. Fuja do controle

Quem sofre, sente a vida fora do seu normal e a tendência de quem está por perto é querer colocar tudo em ordem novamente. Contudo, não tome decisões pela outra pessoa, apenas incentive-a a fazer as atividades, porém, evite a pressão para que ela faça coisas que não se sente preparada.

Dê opções e pergunte o que ela prefere, como sair ou ficar em casa, jantar ou um fazer lanche etc. Deixe o poder de decisão para ela, assim ela se organizará novamente, sentindo-se mais a vontade para tomar atitudes.

6. Leve um animal de estimação até a pessoa

Pesquisas já comprovaram que cachorros e gatos conseguem espantar a tristeza, devido à sensibilidade deles. Sendo assim, leve-a até um animal de estimação para que possa brincar com ele, fazer carinho e receber também, pois, os animais são muito afetuosos — se preferir, dê um de presente a ela.

7. Evite conversas delicadas

Não leve mais problemas para a pessoa, a não ser que realmente seja necessário. Falar sobre a causa da morte é um assunto que deve ser evitado, afinal de contas, conjecturas não o trará de volta. Além disso, jamais faça piadas, pois além de ser uma atitude inconveniente, o enlutado não achará nenhuma graça.

8. Seja bom ouvinte

As pessoas enlutadas, geralmente, se isolam, mas também querem conversar com alguém — um contrassenso, sim. A troca de afeto deve ser dar sem julgamento para compartilhar suas lembranças, saudades e até mesmo contrariedades passadas com o falecido. Portanto, transforme esses momentos nos mais agradáveis para a pessoa, como relembrando de momentos engraçados.

9. Conheça as fases do luto

A circunstância da perda do familiar ou amigo querido também contribuirá para aceitação da morte. Se a pessoa estava sofrendo por uma doença, por exemplo, os familiares e amigos costumam a já se preparar para a sua partida. Contudo, caso a morte tenha sido consequência de um acidente, a aceitação já pode ser mais difícil.

Sendo assim, existem algumas fases que são mais comuns entre as pessoas que passam por esse tipo de situação. Veja quais são elas!

Negação

O motivo da morte sofrida faz que o enlutado não aceite, negando o fato ocorrido. Ele fica incrédulo e até mesmo anestesiado, como se estivesse acontecido com outra pessoa e não com ele.

Raiva

Passado a negação, vem à revolta contra tudo e todos, questionamentos do por que passar por aquilo, se sentindo injustiçado e desamparado, buscando culpados que justifique a sua perda e a morte da outra pessoa.

Depressão

A dor se torna mais profunda, prolongada e a vida deixa de ter brilho. Perda de peso, de apetite e de sono, agressividade e desinteresse por tudo vão aumentando.

Aceitação

Aos poucos o enlutado percebe que, por maior que foi a perda, está conseguindo sobreviver e superá-la. Os pensamentos começam a serem mais positivos, as vontades voltam a surgir e a vida que ficou cinza, ganha novas tonalidades.

Todos esses sentimentos são considerados normais, e o indicado é dar vazão a eles, e não reprimir, para que o processo de luto siga suas fases normalmente, inclusive de superação.

O luto é considerado a arte do desapego. O ser humano sabe que nada é para sempre neste mundo, no entanto, tomamos posse do que nos é agradável na vida, um familiar, um amigo ou animal de estimação. E a perda desse controle e sua aceitação vão acontecendo aos poucos, conforme o apego diminui. Não que será esquecido, mas, sim, lembrado de maneira mais calma, com resiliência e amadurecimento.

O artigo trouxe algumas maneiras de mensagens de falecimento para que você auxilie as pessoas que estejam passando por este momento ruim em suas vidas. Quer acompanhar outras de nossas publicações? Para isso, curta nossos perfis no LinkedinFacebook e Twitter.

Veja mais

E-book: Medidas legais após a morte de um ente querido

Quando preparamos esse material, queríamos tirar as principais dúvidas em relação às documentações e trâmites burocrático que precisa lidar após a morte de um familiar ou amigo próximo. Por isso, abordamos os seguintes temas: Documentação necessária para o sepultamento; Medidas legais para cancelar documentos e contas do falecido; Orientações sobre abertura do inventário; Procedimentos legais para […]

Celebração de finados: saiba mais sobre a história deste dia

Quando nos aproximamos da celebração de finados, vivenciamos um momento importante para a memória e a aceitação da perda dos nossos entes queridos. É uma data introspectiva, principalmente para familiares, que visitam túmulos, deixam flores e acendem velas para o que se foram eternamente. Aqui no Brasil, homenageamos os falecidos no dia 2 de novembro […]

Entenda a importância de estabelecer o diálogo com os filhos

As relações familiares são algumas das mais importantes na construção do indivíduo. Elas são responsáveis por desenvolver sentimentos de afeto e solidariedade, por exemplo. Contudo, para que elas sejam ainda mais significativas, principalmente no caso dos pais, é fundamental que esses procurem manter sempre o diálogo com os filhos. A verdade é que todo tipo de relacionamento […]