A arte da arteterapia: saiba como essa terapia funciona

Quem nunca passou por um momento de tensão ou congelamento quando perguntado sobre seus pontos positivos e negativos? E aquele momento de estresse no trabalho ou no trânsito que não reagimos como deveríamos ou como queríamos? Todos nós já passamos por algum momento assim. Porque? Por não nos conhecemos tão bem ou o mínimo necessário para respondermos sobre nós mesmos.

Nesse ambiente cada vez mais exigente, onde mal conseguimos parar para um período de descanso e, mesmo quando conseguimos, não largamos nossos celulares, tablets e nossas “preciosas” redes sociais, fica difícil encaixar algum tempo para descansar e até mesmo nos conhecermos melhor. Mas precisamos desse tempo, tempo para nos desligarmos de tudo, tempo para descansar, tempo para aproveitarmos um pouco de nós mesmos, sozinhos, sem interrupções. Precisamos!

Dentre alguns possíveis exercícios, podemos destacar a arteterapia que tem intuito de, com suas estratégias, trabalhar de modo a refletirmos, interagirmos e buscarmos o autoconhecimento. Depois disso, ficará fácil achar pontos fortes e fracos, positivos e negativos em nós.

O conceito da arteterapia

A arteterapia trabalha através de imagens, desenhos, colagens, pinturas, argila, sons e outras expressões a reflexão humana, o pensamento crítico, a saúde mental, estresse, autoconhecimento e outros fatores positivos. É um momento para descobrirmos mais de nós.

Em suma, a terapia tem “poder” de cura, avaliação, recomposição, bem-estar mental, etc. É um excelente procedimento e traz bons resultados.

O processo da arteterapia não tem como objetivo formar profissionais, mas auxiliar na caminhada do indivíduo, desenvolver o lado criativo, melhorar a saúde física e mental e o bem-estar de quem usa a terapia a seu favor. Não importa qual obra se tem a frente, mas a emoção e os sentimentos que ela passa ou que nós percebemos.

Próximo curso

Na próxima oficina colocaremos as mãos na massa, trabalharemos com argila. Com isto, teremos contato com a realidade mais instintiva e lúdica do nosso ser. Venha participar e descobrir o prazer de brincar, construir e se transformar com a argila.

Vagas limitadas. Clique aqui!

bibliografia: site:<https://www.vetoreditora.com.br/noticia_detalhe.asp?idJetinfo=9721>. Acesso em 30 de agosto de 2019, as 16:24.

Veja mais

E-book: Medidas legais após a morte de um ente querido

Quando preparamos esse material, queríamos tirar as principais dúvidas em relação às documentações e trâmites burocrático que precisa lidar após a morte de um familiar ou amigo próximo. Por isso, abordamos os seguintes temas: Documentação necessária para o sepultamento; Medidas legais para cancelar documentos e contas do falecido; Orientações sobre abertura do inventário; Procedimentos legais para […]

Celebração de finados: saiba mais sobre a história deste dia

Quando nos aproximamos da celebração de finados, vivenciamos um momento importante para a memória e a aceitação da perda dos nossos entes queridos. É uma data introspectiva, principalmente para familiares, que visitam túmulos, deixam flores e acendem velas para o que se foram eternamente. Aqui no Brasil, homenageamos os falecidos no dia 2 de novembro […]

Entenda a importância de estabelecer o diálogo com os filhos

As relações familiares são algumas das mais importantes na construção do indivíduo. Elas são responsáveis por desenvolver sentimentos de afeto e solidariedade, por exemplo. Contudo, para que elas sejam ainda mais significativas, principalmente no caso dos pais, é fundamental que esses procurem manter sempre o diálogo com os filhos. A verdade é que todo tipo de relacionamento […]