Acolhimento psicológico no luto: a importância de ressignificar sentimentos

A perda de um ente querido ou amigo muito próximo pode causar não só dores emocionais, mas também físicas, conforme identificado por um estudo da Universidade da Califórnia (UCLA), em Los Angeles. Diante disso, o acolhimento psicológico no luto se faz necessário, pois é um tratamento importante para que esse momento não o impeça de viver e realizar as suas tarefas diárias.

Esse atendimento voltado para pessoas que passaram por grandes perdas pode ser encontrado em consultórios especializados, ou em algumas funerárias, como a Metropax. Afinal, é preciso ajuda profissional para lidar com a maior limitação do ser humano, que é a morte. Para entender mais sobre esse acolhimento, continue acompanhando este artigo.

Entenda o que é o acolhimento psicológico

O acolhimento psicológico é um atendimento prestado por profissionais da área da psicologia, ou seja, psicólogos e psiquiatras que buscam diminuir os efeitos negativos da perda em famílias ou pessoas que estão em luto.

Normalmente, os pacientes sentem a necessidade de ajuda quando a perda de alguém está causando muitos danos e interferindo na qualidade de vida. Já em outros casos, são terceiros que identificam essa necessidade e fazem a indicação de profissionais.

Para esse serviço podem ser feito dois tipos de atendimento. O primeiro deles é aquele que conhecemos como clínico, pois é feito dentro de um consultório ou clínica, uma vez por semana. Contudo, ao contrário da psicoterapia, em que é feito um acompanhamento mais longo, o acolhimento psicológico no luto é pontual, com um assunto específico e sempre no momento do acontecimento traumático.

O outro modelo de acolhimento é de cunho pontual, por isso o atendimento é feito logo após o falecimento de um familiar ou amigo. Em razão disso, é muito conhecido como um serviço psicológico de emergência, pois também pode ser procurado em casos de traições, ou outros acontecimentos que tenham causado grande impacto psicológico.

Outra diferença do atendimento psicológico comum é que, durante o luto, é comum que o psicólogo acolha não só uma pessoa, mas a família do falecido. Além disso, alguns acolhimentos, como o da Metropax, fazem reuniões e palestras uma vez por mês com as famílias e com os acolhidos.

Saiba como é feito o acolhimento psicológico no luto

Primeiramente, o profissional precisa conhecer os motivos da morte, para que possa aplicar as técnicas e os cuidados necessários e específicos para cada caso, pois há situações de falecimentos trágicos e inesperados, já outros são de pessoas idosas que se encontravam adoentadas, por exemplo.

Depois disso, é preciso considerar as fases do luto (negação, raiva, troca, depressão e aceitação), pois elas nem sempre acontecem de maneira cronológica ou segmentada nos pacientes. Um exemplo são pessoas que começam o acolhimento em negação, mas que no mesmo dia estão depressivas ou até mesmo estão em um misto de emoções.

Então, esse serviço tenta identificar a situação e a fase de luto, para que todo o atendimento seja voltado para as necessidades e condições daquele momento, pois, como dito, é um acompanhamento emergencial.

Conheça 3 importantes vantagens de aplicá-lo

O momento de luto se dá após um acontecimento traumático, pois é preciso lidar com a morte de pessoas próximas, aspecto que é uma das maiores limitações e medos dos humanos. Entretanto, mesmo com toda a dor, é necessário lidar a burocracia do velório, sepultamento, escolha de urnas e caixões, entre outros. Por isso, o acolhimento psicológico no luto pode proporcionar importantes vantagens. Veja a seguir.

Expressão de sentimentos

Perder alguém provoca um misto de sensações, sendo as principais a tristeza, a depressão e, por vezes, a raiva. Em razão disso, a ajuda profissional permite criar um ambiente seguro e propício para que o acolhido se sinta à vontade para se expressar. Isso é de grande importância para a nossa mente e para o nosso corpo, pois sentimentos guardados podem fazer um grande estrago emocional.

Tranquilização

Como dito, após a morte de um ente querido, os responsáveis precisam lidar com questões administrativas, que envolvem o velório e o sepultamento. No entanto, o baque da notícia que acabaram de receber inviabiliza essa tomada de decisão, pois as pessoas chegam muito impactadas, chorando e sem conseguirem decidir nada.

Ao passarem pelo acolhimento psicológico, essas pessoas conseguem ser tranquilizadas, de modo que se sintam amparadas por um profissional, já que nem sempre amigos e familiares conhecem os métodos certos e não sabem como tratar as pessoas que estão em luto.

Recuperação amparada

Muitas vezes, os familiares chegam ao velório em estado de choque, de modo que dificilmente essas pessoas conseguiriam passar por esse momento sozinhas e sem ajuda profissional.

Portanto, o acolhido passa por um processo de aceitação e de separação, impedindo que essa situação evolua, considerando que há muitos casos de familiares que ficam depressivos, ou até mesmo cometem suicídio após a perda de alguém. Em outras palavras, o acolhimento psicológico cria um espaço favorável para a recuperação daquela pessoa que se encontra em luto.

Saiba a importância desse atendimento durante o luto

É preciso todo um processo para que uma pessoa saia do luto, pois isso não acontece do dia para a noite. Apesar de ser um momento difícil, o luto é algo necessário, já que é por meio dele que entendemos sentimentos e aceitamos a perda de um ente querido.

Sendo assim, é importante passar por ele por mais que seja doloroso, pois profissionais indicam que há riscos psicológicos em pessoas que tentam ignorar o luto ou não querem passar por ele. O perigo de recusar esse acontecimento está, principalmente, no fato de que, em algum momento da vida desse indivíduo, esse sentimento de perda aparecerá. Se a pessoa estiver em situações difíceis na vida, essa perda será ainda mais devastadora.

Dessa maneira, o acolhimento psicológico no luto é importante para que o parente possa entender os sentimentos com os quais precisa lidar e para que possa vencê-lo e caminhar sozinho. Exatamente por isso, esse atendimento é de grande necessidade, uma vez que pessoas têm maneiras diferentes e tempos distintos para lidar com as dificuldades, com a ajuda profissional servindo como guia.

O acolhimento psicológico no luto é oferecido gratuitamente para os associados da Metropax, para que as famílias ou os responsáveis pelo falecido possam entender essa mistura de sentimentos que, se não for tratada, pode causar impactos negativos na vida e na saúde de um indivíduo.

Para conhecer o nosso acolhimento psicológico ou saber mais sobre esse serviço, basta entrar em contato conoscopara tirar as suas dúvidas.

Veja mais

FAQ: tire todas as dúvidas sobre velório

Lidar com a perda de um ente querido não é fácil. Mas, mesmo nesse momento de dor e sofrimento, é preciso manter a calma para resolver questões burocráticas, legais e cerimoniais — como o velório. A verdade é que são muitos detalhes, documentos e decisões que precisam ser tomadas em uma hora tão delicada. Os serviços das […]

Entenda o que é e qual a finalidade do santinho de luto

A morte é um fato na vida de todas as pessoas. Quando acontece, deixa sentimentos confusos dentro dos nossos corações devido à ausência do ser querido, restando somente a saudade, as lembranças nas memórias ou em fotos e vídeos. Mesmo assim, as pessoas ainda querem mais. Por isso, como forma de homenagear o falecido, a família manda fazer o santinho de luto […]

Pet memorial: o que fazer após a morte do meu animal de estimação?

Os animais de estimação, gato ou cachorro, são mais que família para seus donos. Alegram as casas, ajudam na cura de doenças emocionais e até mesmo físicas. Não há como negar que o companheirismo e o carinho ofertados por eles são sinceros e de graça. Mas, quando morrem, o que devemos fazer com seus corpos? Existe um pet […]